Não arredo pé de eleição transparente, diz Eduardo Leite sobre prévias

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, acredita que postergar a eleição para as prévias do partido pode prejudicar a lisura do processo. O gaúcho disputa uma vaga nas eleições de 2022 com seus correligionários João Doria, governador de São Paulo, e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus. O processo de definição do candidato tucano foi suspenso neste domingo (21/11).

“Minha responsabilidade é de não arredar pé de um processo liso e transparente. E não aceitar mais uma semana com pressões e compras de votos, que mais uma semana vai permitir acontecer”, ponderou Eduardo Leite em entrevista coletiva neste domingo. A sigla encerrou a votação em urna eletrônica e adiou o processo por meio do aplicativo após a plataforma apresentar falhas durante todo o dia.

Os três candidatos passaram toda a tarde deste domingo e uma parte da noite reunidos para definir o futuro das prévias partidárias. O PSDB decidiu adiar a decisão para esta segunda-feira (22/11), quando uma nova reunião será feita com a empresa responsável pelo aplicativo usado nas eleições. “A partir do componente técnico a gente discute politicamente como conduz, se o processo é possível de ser sustentado ou se outra condução é necessária”, afirmou o gaúcho.

O entendimento de Eduardo Leite é que a proposta de João Doria para adiar as prévias em uma semana, inviabilizaria todo o processo feito aqui. “É um contrassenso aumentar o tempo [de votação] em uma semana, é como se abrisse uma nova etapa de campanha”, ponderou. “Essa janela é um outro processo, é preciso fazer uma avaliação política”, avaliou.

Sem citar nomes, Doria acusa Leite de querer “melar” prévias do PSDB

Eleição presencial e por aplicativo

PSDB anunciou na noite deste domingo que encerrou a votação em urna eletrônica e adiou o processo por meio do aplicativo após a plataforma apresentar falhas durante todo o dia.

O partido informou também que uma nova data será definida para a reabertura do processo de votação para os filiados que não puderam registrar o voto neste domingo.“Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação. A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas”, garantiu o partido por meio de nota publicada em conta oficial no Twitter.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *