Ex-loira do Tchan sobre incômodo de colegas com cargo na PRF: “É fake”

Silmara Miranda, ex-loira do Tchan, publicou uma nota de repúdio em seu Instagram para esclarecer questionamentos acerca da polêmica promoção a um posto de chefia no setor de Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal (PRF), menos de um ano após ingressar no órgão.

De acordo com Silmara, “não existe absolutamente nenhum critério de antiguidade, sendo um cargo de livre nomeação e exoneração” para a função de confiança que ela assumiu.

Alegando se tratar de uma fake news, a ex-dançarina também descartou qualquer relação entre a promoção e uma possível ligação com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com quem ela publicou uma foto ao ser nomeada em 2020.

Na publicação, ela disse que estava “sem palavras para agradecer àquele que fez desse sonho uma realidade”. De acordo com a nota de Silmara, a foto foi retirada do contexto original. Ela explica, ainda, que, na ocasião, “agradecia ao presidente por ter nomeado todos os aprovados do concurso”.

Entenda

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a ascensão rápida de Silmara incomodou alguns colegas da PRF. Colegas da ex-loira do Tchan afirmam que a função de chefia é ocupada por pessoas que estão há mais tempo na corporação.

A reportagem ainda diz que os colegas de Silmara que tornaram-se chefes ficaram em lugares distantes antes da ascensão. A loira, no entanto, foi aprovada para trabalhar no Amazonas e está atuando em Brasília.

A policial entrou no É o Tchan no lugar de Sheila Mello em 2003 e ficou no grupo por quatro anos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *