CEB assume gestão de iluminação da Ponte JK

A Ponte JK, um dos principais cartões-postais dos brasilienses, terá um novo gestor controlando a iluminação a partir desta quarta-feira (3/11). Em cerimônia às margens do Lago Paranoá, a Secretaria de Obras passou para a CEB a responsabilidade da manutenção das luzes do espaço.

As reclamações dos motoristas devido à falta de iluminação no ponto turístico são antigas. A reportagem do Metrópoles apurou que a ponte estava no escuro desde setembro. Na época, a CEB informou que o apagão se deu por conta do furto de cabos de energia.

Na última sexta-feira (29/10), a empresa informou que já substituiu 172 projetores e repôs 1,5 mil metros de cabo que haviam sido vandalizados. As obras de manutenção duraram uma semana e custaram cerca de R$ 203 mil.

O governador em exercício, Paco Britto, repudiou os atos de vandalismo e defendeu maior conscientização da população. “Não adianta o governo fazer as obras e os vandalismos depredarem o monumento”, defende.

O presidente da CEB, Edison Garcia, anunciou também durante a cerimônia que a empresa pretende iniciar um trabalho de instalação de lâmpadas coloridas na ponte, como na Catedral de Brasília e em outros cartões-postais da cidade. O novo projeto ainda está sob estudo e não tem data para início.

Antigo responsável pela iluminação da ponte, o secretário de Obras, Luciano Carvalho, informou que a Novacap abrirá processo de licitação para manutenção e limpeza da estrutura. O custo é estimado em R$ 50 milhões.

 Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *