SP anuncia novo calendário de dose extra da vacina contra Covid; uso opcional de máscaras deve ser aceito em breve

SÃO PAULO – O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (6) o calendário da “fase 2” de aplicação da dose extra da vacina contra a Covid-19, com início em 11 de outubro.

Receberão a dose adicional idosos e profissionais de saúde que tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses (em abril deste ano).

O primeiro grupo a ser vacinado será o de idosos com 80 anos ou mais, com público estimado em 100 mil pessoas. Nas semanas seguintes, as faixas etárias vão sendo reduzidas, até chegar a pessoas de 60 a 69 anos e trabalhadores da área da saúde que completaram o esquema vacinal contra o coronavírus em abril.

Jean Gorinchteyn, secretário estadual da Saúde, destacou, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, a crescente redução no número de internações nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e enfermarias no estado.

Hoje, o estado de São Paulo apresenta dados similares aos apresentados em junho de 2020, antes do pico da primeira onda da pandemia, afirma. Além disso, o estado apresenta, há quatro semanas, queda no número de mortes pela Covid-19 em diversas cidades. Dos 645 municípios, 467 deles não apresentaram mortes pela doença na última semana o que mostra, segundo  Gorinchteyn, o avanço da vacinação e do controle da pandemia.

“Para alcançarmos isso em todos os municípios, precisamos continuar a vacinar. Quem ainda não tomou a segunda dose, deve fazê-lo para estar completamente protegido”, diz.

Confira o calendário da dose adicional no estado:

11 a 17 de outubro: 80 anos ou mais (público estimado: 100 mil pessoas)

18 a 24 de outubro: 75 a 79 anos (público estimado: 560 mil pessoas)

25 a 31 de outubro: 70 a 74 anos (público estimado: 1,2 milhão de pessoas)

1º a 7 de novembro: 60 a 69 anos e trabalhadores da área da saúde (público estimado: 775 mil pessoas)

De acordo com o Vacinômetro do estado de São Paulo, já foram aplicadas 65,5 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus. Nesta tarde, o estado de São Paulo alcançou a marca de quase 60% da população com esquema vacinal completo.

Quando analisado o público acima de 18 anos, cerca de 78% da população já tomou as duas doses do imunizante. Com relação à dose adicional, já foram aplicadas 801 mil doses no estado.

Uso de máscara

Nesta semana, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou que o uso de máscaras em ambientes abertos, sem aglomeração, poderá ser desobrigado na cidade já no próximo dia 15.

Sobre a decisão no estado de São Paulo, Paulo Menezes, coordenador do Comitê Científico, afirmou que poderá ser possível em um futuro próximo, desde que haja uma melhora das condições, começando, primeiramente, pelos espaços ao ar livre.

Menezes lembra que outros países permitiram a retirada do uso obrigatório de máscaras, mas que tiveram que voltar atrás por conta do avanço de novos casos. “Nós enfrentamos a variante delta com sucesso e a contribuição dessa barreira foi fundamental, então estamos avaliando uma possibilidade no futuro, não neste exato momento”, disse.

Segundo João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19, o tema está sendo discutido pelo Comitê Científico e uma decisão final deverá ser divulgada “nos próximos dias”.

João Doria, governador de São Paulo, afirmou, na coletiva, que o “horizonte de curto prazo é otimista em relação a São Paulo” e que haverá uma coletiva de imprensa no próximo dia 18 de outubro para anunciar novas medidas com relação à deliberação do uso de máscaras.

Retomada de público em eventos

Com relação à organização de grandes eventos de esportes, cultura e lazer, o governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira novas medidas de flexibilização das restrições.

Até o dia 15 de outubro, o limite de capacidade será de 30%. De 16 a 31 de outubro, a taxa sobe para 50% e, a partir de novembro, não haverá mais limitação na capacidade dos locais.

Para comparecer aos eventos, a pessoa precisa estar com esquema vacinal completo e caso tenha tomado apenas a primeira dose da vacina contra a Covid-19, deverá apresentar um teste PCR negativo (realizado nas últimas 48 horas) ou um teste antígeno com até 24 horas de antecedência.

O uso de máscaras nesses eventos, distanciamento social e uso de álcool em gel seguem sendo obrigatórios.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *