Secretário de Economia diz que não há previsão de aumento para servidores do GDF

Segundo o secretário de Economia do DF, André Clemente, não há previsão de reajuste dos salários dos servidores públicos do Governo do Distrito Federal (GDF). A informação foi repassada durante audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), nessa quarta-feira (29/9), de avaliação das metas fiscais referentes ao 2º quadrimestre de 2021.

“No atual cenário, temos, obviamente, que planejar o planejar o ano de 2022 e terminar 2021. Temos um planejamento que pode ser ajustado, uma das características do plano é essa”, adiantou o secretário, após ser indagado por distritais sobre reajustes para os servidores do GDF.

Saindo de uma pandemia, primando pela manutenção do gasto público com pagamento dos salários e dos fornecedores, não há previsão de aumento para os servidores públicos”, destacou André Clemente. “Estamos primando pela segurança jurídica e financeira das obrigações já existentes, que são muitas”, completou.

A pasta apontou que houve, neste ano, aumento nas receitas correntes — que envolvem, por exemplo, impostos, contribuições e taxas — entre janeiro e agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado: R$ 17,8 bilhões contra R$ 16,2 bilhões.

Em relação às receitas de capital, que incluem operações de crédito, alienação de bens, amortizações e transferências de capital, houve queda entre 2020 e 2021. Neste ano, entre janeiro e agosto, foram arrecadados R$ 191,3 milhões, contra R$ 253,3 milhões no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *