Eduardo e Carlos Bolsonaro têm relação com clube de tiro acusado de usar sinais nazistas

Filhos do presidente Jair Bolsonaro, o deputado Eduardo e o vereador Carlos tem ligação com um clube de tiros dos Estados Unidos suspeito de apologia ao nazismo. Segundo informações da Agência Pública, os irmãos treinaram e participaram de eventos do 88 Tactical, que tem como logo uma águia que se assemelha ao brasão do partido nazista alemão.

Além da logo, o nome chama atenção já que o número 88 é usado em referência à saudação “Heil Hitler”, em uma aliteração de HH (H é a oitava do alfabeto e soa, em inglês, como oito). No entanto, o presidente do clube, Shea Degan, afirma que o número se refere a um código do estado de Nebraska para “situação segura”.

Outro número também é destacado, o 1488, que era utilizado por neonazistas e supremacistas brancos. Degan aponta que o código não passa de uma localização geográfica, mas não deu explicações sobre a relação que o número tem com o clube.

O brasileiro Tony Eduardo, instrutor no 88 Tactical é a principal ligação dos irmãos com o clube. O homem possui ainda um clube de armas no Brasil, o .38, localizado em Florianópolis, onde os políticos visitam com frequência.

As empresas não quiseram se pronunciar sobre as suspeitas de ligação com os grupos neonazistas.

 Da redação com o Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *