Trem do metrô do DF descarrila na Estação Central; acidente não deixa feridos

Um trem do metrô do Distrito Federal descarrilou por volta das 20h de ontem (13/9), próximo à Estação Central. Os passageiros do vagão foram evacuados e a estação foi isolada. O trecho entre os pontos Central e Galeria está fechado e os trens estão circulando até a Estação Galeria. Não houve feridos. Tanto os usuários quanto o piloto do trem ficaram abalados.

Estação Central ficará fechada até esta terça-feira (14/9). De acordo com a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô), equipes estão no local para restabelecer a operação no trecho afetado. A empresa informou que realiza manutenções periódicas nos trilhos.

Fontes que circulam diariamente no metrô, porém, informaram ao Correio que a região onde o trem descarrilou trepidava com frequência. Passageiros que estavam no vagão no momento do acidente relataram à reportagem o susto que levaram com o estrondo.

Em nota, o Metrô informou também que abrirá investigação para apurar as causas do ocorrido. Leia abaixo a declaração na íntegra.

O Metrô-DF informa que, por volta das 20h desta segunda (13/9) houve uma ocorrência com um trem próximo à Estação Central, sem vítimas e sem maiores danos ao sistema. Imediatamente, a companhia efetuou a evacuação do trem e isolou a estação para tomar as providências necessárias de manutenção da linha. O Metrô-DF segue trabalhando para restabelecer a operação no trecho Central-Galeria o mais rápido possível e vai abrir uma investigação para apurar as causas e as circunstâncias do incidente. A companhia esclarece ainda que realiza manutenções preventivas periódicas em todo o sistema, que continua com todos os protocolos que garantem a segurança do usuário. Amanhã (14/9), a Central segue fechada para manutenção.

Histórico

última vez que um trem saiu dos trilhos no metrô do DF havia sido em fevereiro de 2018, quando um dos vagões descarrilou entre as estações Águas Claras e Arniqueiras e interrompeu o serviço em um ponto crítico da linha, o que causou transtorno aos usuários.

À época, o Metrô-DF afirmou que o trem havia apresentado problemas no freio, e os passageiros tiveram de descer na Estação Águas Claras. O descarrilamento aconteceu pouco depois, quando só o condutor estava na composição. Ele não se feriu.

 Da redação com o Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *