Manifestantes bolsonaristas tentam invadir o Ministério da Saúde

Manifestantes pró-Bolsonaro tentaram invadir o prédio do Ministério da Saúde na manhã desta quarta-feira (8/9). O grupo estava acampado na Esplanada dos Ministérios desde a segunda-feira (6/9), para os atos do Dia da Independência (7/9).

tumulto teria começado quando um homem criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os manifestantes cercaram o indivíduo e atacaram equipes de televisão que estavam no local.

Imagens feitas pelo Metrópoles mostram o momento em que um senhor de camisa azul é atacado. Ele tentou sair do local, mas foi impedido pelo grupo. Com a ajuda de seguranças do Ministério da Saúde, o homem conseguiu entrar na sede do órgão.Funcionários da pasta fecharam os portões de acesso ao prédio, mas os manifestantes tentaram invadir o edifício. Eles dispararam golpes contra as vidraças e o portão do órgão federal. Veja:

Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que foi acionada para resolver a situação. No entanto, a corporação disse que, quando os agentes chegaram ao local, a confusão já havia finalizado

“A PMDF foi acionada para verificar uma situação envolvendo jornalistas e manifestantes. Quando chegamos no local, a situação foi resolvida. Informações preliminares”, informou a corporação, em nota.

Acampamento

O grupo estava acampado na Esplanada dos Ministérios desde o fim de segunda-feira (6/9). Na manhã desta quarta, a Esplanada amanheceu com o trânsito bloqueado. Manifestantes estacionaram ônibus e caminhões em uma das faixas da via.

Os protestos iniciaram por volta das 8h. Um grupo se concentrou próximo ao Ministério da Saúde e iniciou o ato, com palavras de ordem e carros de som.

Na noite do dia 6, data em que os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegaram à Esplanada, um grupo pressionou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que acabou liberando a passagem para um desfile.

Os caminhoneiros, no entanto, descumpriram a promessa feita na negociação e estacionaram os veículos nas seis faixas do Eixo Monumental, rumo à Praça dos Três Poderes.

Tão logo chegaram ao local, alguns arrancaram grades na rua anterior ao prédio do Congresso Nacional, mas foram controlados pela polícia e por outros participantes do ato, conforme mostrou o Metrópoles.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *