“Quem tem de ir embora é ele”, diz fazendeiro que trocou tiros com invasor em Girassol

Na manhã desta quarta-feira (23/6), viaturas policiais ainda realizam buscas por Lázaro Barbosa, 32 anos, na região onde um fazendeiro trocou tiros contra um homem que tentou invadir uma chácara em Girassol, próximo a Edilândia, no Entorno do Distrito Federal. O fato aconteceu na noite dessa terça-feira (22/6).

Metrópoles apurou que o suspeito tentou arrombar a porta da casa, mas acabou contido pelo proprietário do terreno, que estava armado. O criminoso revidou.

As buscas no local de mata fechada duraram toda a madrugada e seguem pela manhã. Aos policiais, o caseiro contou que, por volta das 20h40, percebeu quando alguém tentou forçar a maçaneta da porta da casa. Ele pegou a arma e atirou contra o invasor. Teve troca de tiros. Após os disparos, ligou para um amigo na cidade e pediu para que mandasse uma viatura até o endereço.

A reportagem conseguiu conversar com o dono da propriedade, de 54 anos, que preferiu não revelar o nome.

“Ele deu um tiro a cerca de 50m. Eu não me assusto. Estava esperando. Não saí daqui em nenhum momento. Estou aqui 24h. Não tenho medo disso aqui. Quem tem de ir embora é ele, não é nós, não”, afirmou o fazendeiro.

Segundo o proprietário, na última sexta-feira (18/6), um invasor entrou na casa, pegou leite e linguiça no congelador e, depois, deixou o local.

Ele disse não poder confirmar com certeza que se trata de Lázaro. “Tem muita gente aproveitando essa situação. Os criminosos estão caindo em cima”, disse.

Até o momento, não há confirmação se o invasor é Lázaro Barbosa de Sousa. O proprietário não se feriu na troca de tiros e não soube dizer se o criminoso foi atingido. Ele contou que não teve contato visual direto com o suspeito e teria visto apenas “um vulto” por um buraco.

“As polícias ficaram a noite toda vasculhando, mas não acharam nada na mata. Eu reagi porque ninguém chega para arrombar a minha porta. Estou preparado”, explicou.

Buscas

A força-tarefa das polícias de Goiás e do Distrito Federal entrou, nesta quarta-feira (23/6), no 15º dia de buscas a Lázaro Barbosa, 32 anos, na região de Girassol, distrito de Cocalzinho, no Entorno. O fugitivo é acusado de cometer série de crimes – entre os quais, uma chacina que vitimou quatro pessoas da mesma família, no Incra 9, em Ceilândia, em 9 de junho deste ano.

Nesta manhã, a base de operações montada na Escola Municipal Alto da Boa Vista amanheceu com pouca presença de forças de segurança.

Antes, a operação contava com mais pontos de bloqueio ao longo de todo o percurso entre o Distrito Federal e Cocalzinho de Goiás, nesta quarta-feira, a reportagem identificou apenas uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre Águas Lindas e Girassol.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *