Lewandowski diz que não há impedimento e Renan pode ser relator da CPI

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu, nesta quinta-feira (29/4), não haver impedimentos legais para que Renan Calheiros (MDB-AL) seja o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão federal na pandemia do novo coronavírus no país.

Lewandoski foi designado o relator da ação movida por três senadores aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a indicação de Renan. Ele rejeitou, nesta tarde, o mandado de segurança apresentado por Eduardo Girão (Podemos-CE), Jorginho Mello (PL-SC) e Marcos Rogério (DEM-RO) pedindo a suspensão do ato que colocou o senador emedebista na comissão.

Leia a íntegra da decisão:

barriga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *