Líder da Frente Brasil-China critica Guedes: “Brasil virou hospício”

O presidente da Frente Parlamentar Brasil-China, deputado federal Fausto Pinato (PP-SP), reagiu às declarações de Paulo Guedes, ministro da Economia, ontem (27/4). De acordo com Pinato, a fala de Guedes, que coloca os chineses como “fabricantes” do novo coronavírus e donos de uma vacina mesnoss eficaz do que a americana, pode causar estranhamento na relação diplomática entre os países, o que pode prejudicar a luta pela erradicação da Covid-19, além de parcerias comerciais.

De acordo com Pinato, Guedes tem sido conivente com ações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O deputado ressaltou: “O país está virando um hospício”. “Guedes vestiu a fantasia do Bolsonaro e rasga sua biografia para se manter no cargo. É uma catástrofe”, declarou Pinato ao Congresso em Foco.

O líder da Frente Parlamentar Brasil-China destacou ainda que o comportamento de Bolsonaro em relação à China pode comprometer o andamento e desenvolvimento do agronegócio no país.

Além disso, Pinato afirmou que, em um “país sério”, o chefe de qualquer pasta que agisse conforme Guedes age – insultando países parceiros -, já teria sido exonerado do cargo.

“O Ernesto Araújo (ex-Relações Exteriores) era um retardado. O pior vírus que existe não é a Covid, mas a loucura desse governo irresponsável. Os jornais da China vão destacar essa declaração. É prejuízo para troca de tecnologia. Guedes joga o Brasil para o final da fila”, declarou Pinato, antes de considerar as alegações do ministro como “estratégia” para abafar questões importantes, como a CPI da Covid.

Vale ressaltar que o ministro da Economia Paulo Guedes não sabia que a declaração a respeito da China estava sendo gravada pela equipe de mídia do Ministério da Saúde. No entanto, ao pedir que a fala não fosse ao ar, já era tarde demais.

Da redação com o Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *