Bolsonaro fala em “nova opção”, caso seu partido não seja criado até março

São necessárias 492 mil assinaturas para criar uma sigla. TSE validou 9% do Aliança pelo Brasil, equivalente a 43 mil assinaturas de apoio

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (23/11) que, caso não consiga criar o partido Aliança pelo Brasil a tempo das eleições presidenciais de 2022, terá uma “nova opção” em março do ano que vem.

De acordo com a Justiça Eleitoral, o Aliança só conseguiu validar, um ano após ser lançado, apenas 9% das assinaturas necessárias para ser criado, o equivalente a 43 mil nomes. Para criar um partido, são necessárias 492 mil assinaturas.

No total, cinco estados não validaram sequer uma assinatura. São eles: Pernambuco, Mato Grosso, Piauí, Tocantins e Acre. Goiás teve apenas um apoio reconhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *