Steve Bannon, ex-conselheiro de Trump, é preso nos EUA por fraude

Da Redação

O ex-conselheiro de Donald Trump Steve Bannon foi preso nesta quinta-feira (20/08) acusado cometer fraude contra centenas de milhares de doadores por meio de sua campanha para construção do muro na fronteira com o México. Ele é também um dos líderes da extrema-direita mundial.

Bannon e três de seus associados também foram indiciados por investigadores do Distrito Sul dos EUA de Nova York. A prisão e os indiciamentos vem pouco mais de dois meses antes da eleição nos EUA, na qual Trump concorre à reeleição.

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, o grupo de líderes conservadores é acusado de fraude contra doadores de campanha, o que levou à arrecadação de “mais de US$ 25 milhões [cerca de R$ 142 milhões] para construir um muro ao longo da fronteira sul dos Estados Unidos”.

Segundo a investigação, milhares de dólares que doadores destinaram para a construção do muro foram utilizados para benefício próprio de Brian Kolfage, tido como o fundador da operação da campanha “We Built That Wall” (nós construiremos o muro, em inglês).

Bannon foi diretor de campanha de Donald Trump, em 2016, e assumiu o cargo de estrategista-chefe e conselheiro sênior do presidente assim que o republicano tomou posse no cargo, em janeiro de 2017. Ele deixou a Casa Branca em agosto do mesmo ano, e passou a se dedicar à construção de um movimento de extrema-direita mundial. Antes disso, foi diretor do site de ultradireita Breitbart News.

 

Fonte: Sputnik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *