Nomeações no GDF são suspensas até CLDF analisar pacote emergencial

 

Com 8 mil cargos vagos nos diversos órgãos do Executivo local, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), voltou atrás na decisão de dar mais agilidade às nomeações e resolveu pisar no freio até que os deputados distritais votem o pacote de medidas que ele encaminhou à Câmara Legislativa (CLDF). “Vou suspender qualquer nomeação até que esse projeto seja analisado para acabar com essa história de troca-troca de cargo. Isso no meu governo não existe”, disse o emedebista, nesta sexta-feira (18/1), após reunião com secretários e administradores regionais, no Palácio do Buriti.

A decisão vai na contramão da dinâmica anunciada nessa quinta-feira (17) pelo próprio governador, quando ele afirmou estar tendo “problemas com o decretão que exonerou todo mundo”. Por isso, havia mudado o procedimento interno. “Estou mandando as nomeações para a Controladoria depois da nomeação. Quando volta com algum problema, os servidores são exonerados”, havia afirmado Ibaneis.

Com a nova orientação, Ibaneis dá um recado direto aos deputados, que estão resistentes a votar o pacote e chegaram a cobrar nomeações em troca da convocação extraordinária da CLDF. Segundo ele, a suspensão será feita por meio de decreto, a ser publicado ainda nesta sexta, e qualquer nomeação acontecerá apenas com critérios técnicos. O emedebista disse que a data para a sessão tem que ser resolvida pela Câmara.

Da Redação, com informações do Metrópoles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *