Líder da oposição da Belarus é detida ao tentar entrar na Ucrânia  

Da RFI

 

A opositora bielorrussa Maria Kolesnikova foi presa na manhã desta terça-feira (8) na fronteira com a Ucrânia, de acordo com informações de um membro do serviço aduaneiro de Belarus. Ela havia desaparecido na véspera, gerando especulações sobre seu paradeiro.

Informações contraditórias circularam, inclusive de que ela já estivesse na Ucrânia, até a confirmação da prisão por funcionários da alfândega entre os dois países. A informação foi divulgada pela televisão pública bielorrussa. Do lado ucraniano, fontes confirmaram que dois outros opositores cruzaram a fronteira.  Maria Kolesnikova foi levada na segunda-feira (7) por homens mascarados no centro de Minsk. Dois outros representantes da oposição desapareceram em seguida, de acordo com seus apoiadores.

“Kolesnikova está agora sob custódia. Não posso dizer exatamente onde ela se encontra, mas ela foi detida devido às circunstâncias em que o grupo tentava deixar o território bielorrusso “, disse Anton Bichkovsky, da alfândega da Belarus. Segundo a agência de notícias oficial Belta, Maria Kolesnikova foi de carro até a fronteira com a Ucrânia, juntamente com outros dois ativistas. O motorista acelerou quando um guarda de fronteira tentou intervir. “Kolesnikova estava fora do veículo. Na verdade, ela foi empurrada para fora e o carro continuou para o lado Ucraniano “, acrescentou a agência, citando informações fornecidas no local pelos guardas.

As circustâncias da detenção da opositora ainda não são claras. De acordo com o correspondente da RFI em Kiev, Sébastien Gobert, por volta das 4 da manhã, os serviços de segurança de Belarus transportaram Maria Kolesnikova e dois membros do conselho de coordenação da oposição para a fronteira sul do país. Eles teriam sido colocados em um carro e forçados a dirigir em direção à Ucrânia. Anton Rodnenkov e Ivan Kratsov passaram pelo controle. Mas Maria Kolesnikova supostamente rasgou seu passaporte para evitar ser aceita na Ucrânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *