Profissionais de saúde têm até segunda para se inscrever em seleção no DF

O certame visa convocar 900 temporários para reforçar a linha de frente do combate à Covid-19. Prazo de inscrição foi prorrogado

Da Redação

Vai até segunda-feira (3/8) o novo prazo de inscrições para o processo seletivo simplificado emergencial aberto pela Secretaria de Saúde, com o objetivo de contratar servidores temporários e reforçar a linha de frente do combate ao novo coronavírus no Distrito Federal.

O processo foi reaberto após determinação do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF). Os interessados poderão se inscrever na plataforma do Instituto AOCP.

As retificações pedidas pelo TCDF foram publicadas na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) dessa quarta-feira (29/7). Assim, os candidatos deverão fazer uma nova inscrição no certame, inclusive os que já tinham participado do processo anterior, sendo sujeitos à nova classificação.

“Os candidatos deverão se inscrever novamente, pois foi disponibilizada uma nova plataforma. Independentemente de já ter sido classificado na seleção anterior, devem fazer novamente. Lembrando que não tem taxa e toda a documentação anexada no ato da inscrição será conferida para fins de pontuação”, informou a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida.

A gestora esclarece que, apesar de a publicação no DODF trazer o prazo final para as inscrições em 8 de agosto, a errada do edital está prevista para sair ainda nesta sexta-feira (31/7), estendendo o período até a próxima segunda (3/8). “Isso não compromete em nada o processo, porque no edital está definido que são cinco dias para a inscrição, a começar do dia 30 de julho, terminando em 3 de agosto”, ressaltou.

Vagas

Ao todo, 900 vagas foram autorizadas no processo seletivo, mais 450 de cadastro reserva, para os cargos de médico, enfermeiro, psicólogo e técnico de enfermagem. Todas vão ser preenchidas conforme a situação de emergência e a necessidade da pasta. Os valores das remunerações não foram divulgados.

Os candidatos que se autodeclararem negros ou pardos serão submetidos à verificação de fenótipo pela comissão de heteroidentificação. “Somos os primeiros do DF a fazer essa comissão”, destacou Silene Almeida.

É importante ressaltar que é proibida a contratação de servidores ativos da Administração Direta ou Indireta da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, bem como de empregados ou servidores de suas subsidiárias e controladas, incluindo servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, exceto em possibilidades de acumulação lícita previstas na Constituição Federal.

Cadastro

O objetivo do processo seletivo é formar um cadastro reserva de profissionais de nível superior e técnico para atuação na prevenção, combate, mitigação e enfrentamento da Covid-19.

Assim como a triagem e atendimento direto ou indireto aos pacientes confirmados ou suspeitos com a doença, mediante contratação temporária pelo período inicial de seis meses.

O local de exercício das atividades inerentes aos cargos, pelos candidatos contratados, será definido conforme a necessidade da Secretaria de Saúde, podendo, excepcionalmente, ocorrer a movimentação dos contratados de acordo com a situação de emergência.

Vale destacar que a aprovação e classificação dos candidatos inscritos não geram qualquer direito à contratação. (Com informações da SESDF)

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *