GDF e Ministério da Cidadania discutem ampliação do contraturno dos alunos da rede pública

 

 

A ampliação das atividades de contraturno ofertadas a alunos da rede pública do Distrito Federal foi o principal tema do encontro entre o governador Ibaneis Rocha e o ministro da Cidadania, Osmar Terra, nesta quarta-feira (31). A reunião ocorreu na sede da pasta, na Esplanada dos Ministérios, e também serviu para tratar de assuntos nas áreas de esporte e financiamento à cultura.

Tanto o GDF como o Ministério da Cidadania conversaram sobre projetos que possam ampliar o tempo que os estudantes da rede pública passam diariamente nas instituições de ensino e em atividades complementares. O ministro Osmar Terra sugeriu a criação de um Grupo de Trabalho para alinhar o tema e pediu um mapeamento das escolas que oferecem essa programação. Ibaneis Rocha falou sobre as escolas de gestão compartilhada com a Polícia Militar e, também, da parceria com embaixadas e centros olímpicos.

“A visita foi bastante produtiva. Foi sugerido pelo ministro a formação de um grupo de trabalho conjunto com as secretarias do Distrito Federal e o ministério para que a gente possa realmente colocar em prática, no menor prazo possível, todos os projetos que estão aqui no ministério”, destacou o governador.

Cidadania

Osmar Terra conversou sobre programas da Cidadania que podem colaborar e funcionar em acordo com o GDF, como o Bolsa Atleta. Citou também a estrutura das Forças Armadas como possíveis parceiros no projeto de ampliação do contraturno. O ministro considera de fundamental importância “manter os estudantes ocupados o tempo todo, aumentando as horas que ficam na escola”. Ibaneis concordou e se dispôs a ajudar com o tema . “Temos que alinhar a parte da cultura, do esporte e de línguas para fazer o contraturno para termos, no mínimo, mais três horas de aula para esses estudantes”, acrescentou o governador.

O chefe do Executivo esteve acompanhado dos secretários da Fazenda, André Clemente; de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha; de Cultura e Economia Criativa, Adão Cândido; e de Relações Institucionais, Vítor Paulo; além do secretário adjunto de Cultura e Economia Criativa, Cristiano Vasconcelos. Pelo ministério, além de Osmar Terra, participou o subsecretário de Captação de Recursos no Governo Federal, Genésio Vicente.

Informações da Agencia Brasilia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *