Homem-Aranha no Aranhaverso estreia na cidade

É como num milagre de multiplicação: no lugar de um único e singular Homem-Aranha, vários Cabeça-de-Teia (como vira e mexe, o herói é chamado) ocupam as cenas de Homem-Aranha no Aranhaverso, a partir de hoje nos cinemas, no rastro de uma enorme conquista — o filme de animação foi considerado o melhor da categoria no Globo de Ouro entregue na madrugada da segunda-feira passada. Desbancou, entre outros, filmes como WiFi Ralph e Os Incríveis 2.

Em entrevista à publicação norte-americana Variety, o ator Shameik Moore explicou como vê o protagonista (para o qual ele dá voz), no filme de herói que sempre enfatiza que “qualquer um” poderia estar atrás da máscara: “O que faz alguém especial é o que faz uma pessoa ser diferente. Justo aquilo com que você se sente menos seguro e que serve de fator para que as pessoas aproveitem para zoar. Isso é o que te faz único. O aprendizado disso é o que Miles Morales (o personagem central) descobre”.

Homem-Aranha no Aranhaverso mal chegou aos cinemas — além da confirmação de uma sequência —, deixou os fãs em polvorosa, uma vez que o The New York Times noticiou a vontade dos estúdios para o desdobramento de cada personagem em séries animadas.

Por Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *