Formado e agora? Os desafios pós curso universitário

Por Natália Fernandes

De acordo com dados do Ministério da Educação, cerca de 900 mil pessoas se formam na faculdade anualmente. E é nesse momento de transição entre o curso universitário e o mercado de trabalho que os jovens têm que lidar com diversos medos e ansiedade.

O futuro é um assunto muito importante e decisivo para esses jovens recém-saídos dos bancos das universidades. No entanto, uma coisa é certa, independente do caminho que se irá seguir sempre haverá riscos e desafios envolvidos.

“O que fazer depois desses 4 ou 5 anos de curso?”

“Quais passos seguir em busca de uma carreira de sucesso?”

Essas são algumas das perguntas que permeiam as mentes dos recém-formados.

Segundo a psicóloga Joseane Freitas, idealizadora e diretora de Pesquisa da Perfix Consultoria, empresa especializada em processos de gestão de carreira, não existem fórmulas pré-definidas.

“Há inúmeras possibilidades a seguir após a finalização do curso universitário. O principal é que o formando tenha em mente onde ele deseja chegar no futuro e estabeleça os passos que o farão realizar esse objetivo”, explica.

De acordo com o Relatório Endeavor Empreendedorismo nas Universidades Brasileiras de 2016, apesar das diferenças de perfis entre os tipos de alunos a maioria tem como principais objetivos melhorar a sua renda pessoal e, em seguida, ter mais autonomia.

No entanto, Joseane ressalta que antes de estipular metas e ações o indivíduo precisa se autoconhecer. “É necessário conhecer seus limites e ambições para não tropeçar nos passos a serem dados e principalmente é necessário ter um sonho e realmente querer realizá-lo, e assim, tomar iniciativas, criar oportunidades e assumir riscos. Isto aliado à obstinação e persistência do indivíduo é que trarão o almejado sucesso na vida profissional”, ensina.

Para os mais perdidos Joseane Freitas dá algumas dicas:

Autoconhecimento e Reflexão – Como já dito anteriormente o mais importante nesse processo é se autoconhecer, saber das suas principais qualidades e atividades que gosta, além de listar quais seus desejos e metas para ao longo dos anos, é imprescindível.

Planejamento – Independente do curso na qual o jovem se formou, sempre há mais de um caminho a seguir, por isso é importante elencar quais são as possibilidades da área e verificar o que mais agrada e deseja seguir, com esse direcionamento planejar os passos a serem dados fica muito mais fácil.

Plano de ação – Depois de definido o foco, os caminhos começam a se delinear já que o plano de ação a ser executado deve ser pensado de acordo com ele. Sabendo aonde se quer chegar, basta traçar as ações necessárias e coloca-las em prática.

Quem é Joseane:

É Psicóloga, Mestra em Educação pela UNICAMP e Especialista em Desenvolvimento do Potencial Humano nas Organizações, pela PUCCAMP. Possui certificação internacional ‘Professional & Self Coaching’, junto ao Instituto Brasileiro de Coaching – IBC. Integrante da Associação Brasileira de Orientação Profissional (ABOP) e da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH). Idealizadora e Diretora de Pesquisa & Desenvolvimento na PERFIX Consultoria Organizacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *